“Só esperança e a doçura de uma lembrança” – Nyl Cícero

“Entrego ao universo
Aquilo que me atormenta
Que não é poesia
Muito menos um verso
É o alívio para DOR.

Volto ao passado
Visitando o jardim
Onde havia minha flor
Rosas e jasmim
A LEMBRANÇA
Fica em mim.

Vejo a abelha
E o beija-flor
Sugando a DOÇURA
Revelada, oferecida
Pelas pétalas
De minha flor.

A imaginação vai longe
Atrás do desconhecido
que pode ser maravilhoso
Surpreendente, insólito
Absurdo e incrível.

À medida que caminho
descortina o imaginário
Descubro meu relicário
Nada de DOR
Só esperança
E a DOÇURA
De uma LEMBRANÇA.

Nyl Cícero

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *