Missão

Restabelecer conversações com enlutados que não se encorajam a expressar ou deixaram de fazê-lo por se sentirem censurados.
Manter o sentido da nossa própria vida, amando e trabalhado por um projeto.

Dar sentido à vida que foi interrompida, conservada na memória e no amar que transcende qualquer circunstância.
Aprender a substituir os apegos ilusórios pelo amor real.
Construir serenidade interior.
Amar os entes ausentes é deixar que eles vivam em você e você em si mesmo.

Valores
Discrição
Respeito
Liberdade de participação
Abertura para contínuos aprendizados
Celebração da vida
Aceitação

 

Visão

O API transforma-se em uma causa que dá sentido à perda de entes queridos, reconhecendo o valor da rede de apoio, da compreensão, da solidariedade e do suporte terapêutico que emergem entre os que compartilham perdas irreparáveis.

A “ausência presente” é uma construção. Os entes queridos que partiram continuam inspirando o dar sentido à vida. O amar é feito de lembranças que são conservadas e de gratidão pelo convívio. Transformar o ausente em uma presença viva que nos torna melhores, mais amigos, mais solidários… isso dá sentido à vida que permanece.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *