Dia das Mães Enlutadas

Morrer é ser esquecido. Segundo Amós Oz, nós só morremos quando a última pessoa que se

lembrar de nós morrer.

O nosso desafio é reconhecer que a relação amorosa, com os nossos filhos, cria um campo

energético que vai além da matéria. O espírito é eterno, não se reduzindo ao tempo e ao

espaço. Conectar com a energia espiritual é adotar uma posição de aceitação e criação de bem

estar, a despeito da dor, no fluxo da vida.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *